Registros

By | 14/05/2017 4:29 am

 

Um abraço para minhas amigas Elda Cabeleireira, na rua Porfírio da Costa, 88; dona Zuleica, na Banca Manchete, na Calçada do Forum; e Maria da Guia Sousa, a madame Tatá, na Rua Antônio Urquisa, 36. Outro para meu amigo Lairton da Silva Queiroz, no Bastião.

Não perca a cada quinze dias, no CSU do Jatobá, o Forró da Terceira Idade, o legítimo forró pé de serra, numa verdadeira forroterapia.

As manhãs patoenses ficaram mais alegres, com a presença de Aécio Flávio e seu Acorda Sertão, aqui na Espinharas FM. De segunda a sábado de cinco às seis da manhã. Depois dele a cultura nordestina com Severino Feitosa no Som da Terra, de seis às sete.

® meu amigo Zé Galego, cabra da Água Branca.

 

No próximo domingo, às nove horas da manhã, será celebrada a missa de primeiro aniversário por alma de Marília Medeiros de Lima, esposa do meu amigo Joacil Medeiros de Lima, colega aposentado do Banco do Brasil.

Se vivo fosse, neste 15 de maio, nosso saudoso amigo Severino Alves Siqueira, nascido em 15/05/1929, estaria aniversariando. Comerciante, agropecuarista e ex-vereador Severino Siqueira era uma figura muito estimada na cidade de Patos, onde amealhou amigos ao longo da vida.

 

 

 

 

 

 

Obituário

Faleceu na tarde de ontem (domingo, 07/05) o empresário Ernani Alves de Sousa, mais conhecido por Ernani das Bolsas, esposo de Luzimar e pai de: Jorge Marcílio, Ernani Júnior e Jeane Mayara. O extinto nasceu em Olho D’água, no dia 04/09/1941, mas sempre viveu em Patos. O seu corpo foi velado no velório São Miguel, no bairro Belo Horizonte e o sepultamento aconteceu na segunda-feira, 08/05, no Cemitério São Miguel. (Damião Lucena),

A fibra de uma mulher chamada Tereza Marinho:Relembrar a história de Tereza Marinho é uma forma de homenageá-la: Tereza Vieira Marinho, uma das mulheres mais festejadas na Paraíba, nasceu aos 13 de setembro de 1932, na Rua do Prado, 252, centro de Patos, filha de Manoel Marinho do Nascimento e Emília Vieira de Oliveira Lira, descendente da ilustre família Oliveira Ledo, desbravadora do Sertão do Estado.

Seu Pai trabalhava em usinas de algodão e sua mãe se encarregava da criação dos filhos, cuja prole contava, além de Tereza, com Antônio, Francisco, Marcos, Socorro (memória), Rosa e Elizabete.

Iniciou sua vida escolar, a partir da Carta de ABC, tendo como mestra a professora Iracema e frequentou vários estabelecimentos de ensino até chegar ao Colégio Cristo Rei. Bastante festeira e dedicando poucos espaços as disciplinas, chegou a passar três anos na primeira série ginasial, optando por se submeter aos exames supletivos de primeiro e segundo graus, em Juazeiro do Norte e, no mesmo ano, se submetendo ao vestibular de Geografia, na Fundação Francisco Mascarenhas.
Como jovem namoradeira e extrovertida, Tereza Marinho sempre foi presença marcante nos eventos da cidade de Patos e participou ativamente de sua vida cultural. Na época junina, por exemplo, ao lado de seu namorado e futuro esposo integrava a dramatização do casamento matuto, promovido por Elvina Caetano, na parte externa da prefeitura, atraindo multidões. O verdadeiro enlace matrimonial aconteceu em 1958, com o jovem José Protásio de Medeiros, mais conhecido por Zé Braz, que trabalhava na Algodoeira Anderson Clayton, depois marcou época como discotecário da Rádio Espinharas e por fim na Saelpa, empresa pela qual chegaria a aposentadoria. A união conjugal resultou o nascimento dos filhos, Luciano e Alexandre.

O primeiro emprego de Tereza Marinho foi como professora do município, conseguido com o prefeito Darcílio Wanderley. Mais tarde, pela amizade que mantinha com Ernani Sátyro, passou a ser secretária do Colégio Pedro Aleixo, até que, em 1979, por intermédio da esposa do reitor Linaldo Cavalcante, passou a integrar o quadro funcional da Universidade Federal da Paraíba, Campus VII – Patos, no qual chegou a se aposentar.

A grande marca de Tereza Marinho é sua característica solidária, através da qual conseguiu instalar, em 1983, uma unidade da LBA, na cidade de Patos, com o apoio da Dra. Geralda Freire e do então prefeito Rivaldo Medeiros, época em que se tornou amiga da presidente de honra da entidade, Marly Sarney, com a qual esteve por diversas vezes em Brasília, carreando ajudas materiais para o amparo as comunidades carentes. Em 1988, influenciada por Cristina Brasil – presidente da APAE em João Pessoa, coordenou à fundação de uma Unidade da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais em Patos. É também sócia fundadora da ADESG – Associação dos Diplomados na Escola Superior de Guerra.

Tereza Marinho teve participação ativa na Política de Patos, chegando a disputar uma eleição na condição de candidata à vice-prefeita pelo PDT e mais tarde postulando uma vaga de vereadora. Sempre acompanhou a trajetória eletiva do primo Divaldo Suruagy, no Estado de Alagoas. Amiga da Família Real no Brasil, frequenta, em ocasiões especiais, as homenagens a Dom Orlean e Bragança, no Rio de Janeiro.
Seguindo o tino artístico de Tereza Marinho, Alexandre, o filho mais novo, se dedicou as artes, como músico e artesão, sem optar por grandes empreendimentos ou se desprender, totalmente, do cordão umbilical. Por ironia do destino, faleceu de morte natural, no dia 13 de setembro de 2009, exatamente, na data do aniversário da mãe. Luciano, o mais velho, integra o serviço público e, na condição de agente cultural, tem promovido eventos importantes em Patos e na Paraíba.

De bem consigo, driblando as adversidades, a viúva Tereza Marinho, vinha dando exemplo de superação e não se deixava abater pelas adversidades. Detentora de grande prestígio na Paraíba, presença constante nos eventos sociais de João Pessoa, Campina Grande e, principalmente, Patos, onde teve participação efetiva nas lutas por ações de desenvolvimento, ela nos deixou na manhã deste domingo, no Hospital regional de Patos, onde estava internada nos últimos dias com problemas cardiorespiratórios. Vão-se os grandes nomes e perpetuam-se os grandes exemplos.”

 

Aniversários

14/05 – domingo

  • do empresário e ex-vereador Edmilson Araújo.
  • de Ricardo Souza, do site Maispatos.com
  • de dona Jovelina, nascida em 1921, mãe do sindicalista José Gonçalves.
  • De Ednaldo Medeiros;
  • De minha velha amiga Terezinha Formiga

 

15/05 – segunda

  • de Dinaldinho Wanderley, prefeito de Patos.
  • de Bonifácio Rocha, vice-prefeito de Patos;
  • de Carlos Buchudo, em Patos.
  • de Júlia Raniellen Ramalho, filha de Raniere Ramalho e Fátima, nascida em 1996;
  • da professora Maria Betânia Medeiros;
  • Junho Chinha Ferreira da Silva, Secretário Executivo de Juventude e Lazer em Patos;
  • de Vigòzinho, sanfoneiro dos bons, residente em Livramento.

 

16/05 – terça

  • de Maria do Socorro Sousa, esposa de Maurício Wanderley, ex-prefeito de Malta.
  • De Salete Aquino
  • De minha concunhada Luciane Nóbrega, esposa de meu cunhado Ademir;
  • De Celiane Medeiros, da Emater, esposa de meu primo Radiff Martins
  • De Valdecira Figueiredo;
  • De Francileide Araújo

 

17/05 – quarta

  • agropecuarista Cícero Ribeiro, residente no Sítio Santa Rita, zona rural, Município de São José de Espinharas/PB.
  • De Thais Carvalho, esposa de meu amigo Rafael Ramos, residentes na Alemanha.
  • De Santiago Jácome;

 

18/05 – quinta

  • da atual prefeita Francisca Motta.;
  • de minha prima Vera Lima;
  •  do radialista patoense J. Júnior.
  • de Gilbiano Freire Torres, proprietário do Coliseum Hall;
  • de minha comadre Maria Madalena Araújo Nóbrega, esposa do cunhado e compadre Aécio Nóbrega.
  • de Rui Racson, funcionário do Hospital Infantil;
  • de casamento de Joana Darc Barbosa e do Pastor Fernando, da Igreja do Nazareno, ocorrido em 1988;
  • de José Inocêncio de Sousa, Zé do Bode, ex-vereador do Bonfim.
  • de Bonaldo Fernandes;

 

19/05 – sexta

  • de Yanna Carla Siqueira Medeiros, da Secretária de Saúde de Patos;
  • Chico, funcionário do Mercadinho São João, no bairro do Pau D´Arco, em São Mamede;
  • Do professor Jáder Nóbrega;

 

20/05 – sábado

  •   da garotinha Amanda, filha dos meus amigos Arnaldo e Eulanda (Nega Fuíte). Nascida em 2000.
  • De Rossana Nóbrega, residente em Recife.
  • De Edvan Monteiro;
  • Márcia de Oliveira Lima, filha de meu tio Miguel Paca e comadre Naiza.
  • Nego Doda, motorista no Forum.
  • De Soraya Longo, filha do saudoso amigo José Augusto Longo

 

21/05 – domingo que vem

  • do coronel José de Almeida Rosas, ex-comandante do III BPM.
  • da senhora Dourinha Sales, residente em São Mamede/PB
  • de Geomara Mendes Xavier.
  • De Weine Félix;
  • Do agrônomo Inácio Irenaldo Xavier;
  • Do primo Marcos Torres

 

Parabéns a todos os aniversariantes

Use o e-mail revistadasemana@uol.com.br   para corresponder-se com o programa.

Comentário

Comentário

Category: Registros

About Luiz Gonzaga Lima de Morais

Formado em Jornalismo pelo Universidade Católica de Pernambuco, em 1978, e em Direito pela Universidade Federal de Pernambuco, em 1989. Faz radiojornalismo desde março de 1980, com um programa semanal nas Rádios Espinharas AM e FM na cidade de Patos (PB), a REVISTA DA SEMANA. Mantém na TV Sol, canal fechado de televisão na cidade de Patos, que faz parte do conteúdo da televisão por assinatura da Sol TV, o programa SALA DE CONVERSA, um programa de entrevistas e debates.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *