Category Archives: Estaduais

PMDB suspende Veneziano pelo prazo de 60 dias por desobediência partidária

 

 

O presidente do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), senador Romero Jucá (RR), enviou ofício ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, no qual comunica a decisão de suspensão da atividade partidária em todos os níveis, e também de eventuais funções de direção partidária, por 60 dias, dos deputados federais Veneziano Vital do Rego (PB), Celso Pansera (RJ), Laura Carneiro (RJ), Sérgio Zveiter (RJ), Jarbas Vasconcelos (PE) e Vitor Valim (CE).

No ofício, o senador esclarece que a Comissão da Executiva Nacional do PMDB decidiu, por unanimidade, em reunião no dia 12 de julho passado, aprovar proposta da bancada do partido na Câmara dos Deputados pelo fechamento de questão contra a denúncia por crime do Ministério Público Federal contra o presidente da República, Michel Temer, e contra o parecer do deputado Sérgio Zveiter na questão, por falta de “fundamentação hábil e proporcionalidade”.

Comentário do programa – O fechamento de questão é um desrespeito ao mandato que o parlamentar recebeu do eleitor. Ao fechar a questão, o partido tira a liberdade do parlamentar, obriga-o a votar contra a sua consciência, e no caso, contra a própria manifestação popular, detectada nas pesquisas. Veneziano e seus companheiros saem engrandecidos no episódio. Afrontaram os interesses do partido para votarem como os seus eleitores queriam  e como lhes mandava a consciência. (LGLM)

‘Não há nada que nos impeça uma reaproximação’, diz Maranhão sobre Ricardo Coutinho

 

(Portal do Correio da Paraíba)

 

O senador e presidente estadual do PMDB na Paraíba, José Maranhão, surpreendeu ao afirmar nesta sexta-feira (11), durante entrevista ao programa Balanço Geral, da 98 FM, que não existe nenhum empecilho para uma reaproximação com o governador Ricardo Coutinho (PSB).

“Não há nada que nos impeça uma reaproximação”, afirmou o parlamentar, que continuou dizendo que “a política é a arte dos possíveis. Nós não devemos, por soberba, descartar as possibilidades”.

Sobre as eleições do próximo ano, Maranhão garantiu que o PMDB trabalha para ter candidato próprio ao governo do Estado. Também defendeu a união das oposições.

“A política só se faz com entendimento. Assim como o partido busca a união, esperamos que os outros também busquem essa união”, disse, revelando que existe a possibilidade de ser o candidato ao governo do Estado. “Se for convocado, não faltarei à missão”, afirmou.

Sobre a punição dada pelo PMDB ao deputado federal Veneziano Vital do Rêgo, o senador se mostrou contrário. “Eu não participei da reunião que definiu isso. Se estivesse votaria contrário, pois sou contra qualquer retaliação a companheiros, principalmente a Veneziano que é uma grande liderança do nosso estado”, disse.

 

Quanto à possibilidade de Veneziano pedir a desfiliação do PMDB, José Maranhão foi enfático: “Acredito que ele permanece no partido. Não tem nenhuma comunicação dele indicando esse caminho”, revelou.

Comentário do programa – E ainda fica um bando de bestas brigando por A ou por B. (LGLM)