Dois trabalhadores ficam feridos com desabamento de parede e teto de obra no centro de Patos (confira comentário nosso)

By | 16/05/2024 9:08 am

(Jozivan Antero – Polêmica Patos, em 15/05/2024)

facebook sharing button
gmail sharing button
Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e do 4º Batalhão do Bombeiro Militar (4º BBM) foram acionadas em decorrência de um acidente em obra em frente da Praça Edivaldo Motta, centro de Patos.

Relatos dão conta que o acidente aconteceu na tarde desta quarta-feira, dia 15 de maio, por volta das 14h30, quando dois trabalhadores acabaram sendo soterrados com o desmoronamento de parte do teto e da parede da obra que está em reforma.

Os dois trabalhadores tiveram ferimentos diversos e fratura no braço, costelas, rosto e demais partes do corpo. As vítimas estavam sobre um andaime no momento do desmoronamento e ao serem retiradas dos escombros foram levadas ao Hospital Regional de Patos.

Ainda não se sabe as causas do desmoronamento e o estado de saúde dos trabalhadores. A obra está sendo feita em uma residência onde funcionava uma clínica vizinha da Igreja de Nossa Senhora da Conceição.

Comentário nosso

Não estive no local do acidente, mas as diversas fotos e vídeos utilizados nas diversas postagens sobre o acidente mostram alguns detalhes  preocupantes. Nenhum dos operários utilizava equipamentos de segurança individual. Ninguém usa botas, ninguém usa capacetes. E não há nenhum sinal de escoramento nas paredes, para prevenir desabamentos. Tudo isto mostra dois sérios problemas. O dono da obra ou o empleiteiro não obedecia a uma obrigação que é fornecer equipamentos de segurança para seus trabalhadores. Outra os trabalhadores deveria ter exigido estes equipamentos de segurança do dono na obra ou do empleiteiro do serviço.  Por outro lado, não deve haver um engenheiro responsável pela obra, pois é básico em caso de demolições serem tomadas medidas para evitar desmoronamentos e aparentemente não havera nenhum medida neste sentido. Por fim, nas manifestações do Corpo de Bombeiro, não vimos nenhuma referência a falta de equipamentos de segurança e de equipamento de contenção, embora acredite que os bombeiros sejam orientados sobre esta questão, até por que eles terão que dar um laudo sobre o acidente, laudo este que deve ter elementos para apurar as responsabilidades sobre o acidente.  (LGLM)

 

 

Comentário

Comentário

Category: Blog Locais

About Luiz Gonzaga Lima de Morais

Formado em Jornalismo pelo Universidade Católica de Pernambuco, em 1978, e em Direito pela Universidade Federal de Pernambuco, em 1989. Faz radiojornalismo desde março de 1980, com um programa semanal na Rádio Espinharas FM 97.9 MHz (antiga AM 1400 KHz), na cidade de Patos (PB), a REVISTA DA SEMANA. Manteve, de 2015 a 2017, na TV Sol, canal fechado de televisão na cidade de Patos, que faz parte do conteúdo da televisão por assinatura da Sol TV, o SALA DE CONVERSA, um programa de entrevistas e debates. As entrevistas podem ser vistas no site www.revistadasemana.com, menu SALA DE CONVERSA. Bancário aposentado do Banco do Brasil e Auditor Fiscal do Trabalho aposentado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *